home

perguntas mais freqüentes

 

1- QUAIS MEDICAMENTOS SÃO UTILIZADOS DURANTE A ENDOSCOPIA DIGESTIVA E COLONOSCOPIA?

A - Na Endoscopia Digestiva Alta, rotineiramente, é utilizado o anestésico Lidocaína (Xylocaína) na forma de Spray e em dosagem segura, bem inferior ao máximo permitido. Esta medicação visa diminuir a sensibilidade da boca e garganta. É diferente do anestésico habitualmente empregado pelos dentistas, pois não contem adrenalina. Esta última é a responsável por alguns efeitos ocasionais, porém desagradáveis (ex.: palpitações, sensação de calor). A duração do efeito anestésico é de cerca de 20 minutos, por isto só liberamos a dieta cerca de meia hora após o fim do exame. Alergia a este medicamento é algo inusitado. No SEDIG utilizamos a marca consagrada pelo mercado.

Além da anestesia tópica (spray na garganta), utilizamos rotineiramente medicação para sedação consciente, possibilitando que o exame seja feito de maneira confortável.  Caso não haja nenhuma contra-indicação, habitualmente usamos a meperidina (dosagem média de 40mg EV) seguida de midazolan (1,0 a 5,0mg EV). O midazolan poderá provocar amnésia temporária de curta duração. Muito raramente ocorre algum efeito paradoxal, porém temos medicamentos "antídotos" que anulam os efeitos indesejáveis tanto do midazolan quanto da meperidina em poucos minutos, respectivamente Lanexat e Narcan.
 

B - A COLONOSOCOPIA é um exame realizado sob sedação mais profunda e, no SEDIG, assistida por médico anestesiologista. Trata-se de exame mais demorado que a Endoscopia Digestiva Alta (de 30 minutos a 1 hora) e o paciente é constantemente monitorizado (oximetria, ritmo cardíaco e pressão arterial). Os medicamentos mais utilizados são: propofol, meperidina, fentanil e midazolan. 

C - Durante a pHmetria, pHimpedanciometria e manometria esofágica só utilizamos o anestésico xylocaína  geléia nas narinas. Não contem adrenalina. Alergia a este medicamento tópico é algo inusitado.

 

 2 - POR QUE NÃO ME LEMBRO DA REALIZAÇÃO DOS EXAMES?

A - Na Endoscopia Digestiva Alta vários pacientes têm amnésia com uso de midazolan. É efeito comum e desejável, pois o exame torna-se mais tolerável, podendo ser repetido tantas vezes quanto necessário.  O tempo médio de duração da amnésia é de uma hora. O paciente executará as atividades habituais, porém não se lembrará.
AMNÉSIA: perda de memória total ou parcial que no caso deste medicamento é temporária. Outras causas: alcoolismo, uso de drogas ilícitas, doenças neurovegetativas, traumas físicos e psíquicos.

B - Na colonoscopia é feito uma sedação pelo anestesiologista que provoca amnésia temporária.

 

3 - POSSO REALIZAR O EXAME SEM USAR MEDICAMENTOS?

A - Alguns pacientes, principalmente os mais idosos, toleram a endoscopia digestiva alta sem sedativos, somente usando anestésico local (xylocaína spray na garganta). Realizar Endoscopia Digestiva Alta sem usar qualquer medicamento somente nos raríssimos  casos de alergia comprovada e naqueles portadores de miastenia gravis (doença rara).

B - Não realizamos colonoscopia sem sedação pelo anestesiologista, pois o procedimento poderá ser doloroso e o médico não terá tempo e tranqüilidade para um exame minucioso, principalmente quando for necessário a retirada de pólipos, o que tornará o exame mais prolongado.

 

4 – POSSO TRABALHAR APÓS A ENDOSCOPIA DIGESTIVA ALTA E/OU COLONOSCOPIA?

A – Quando da utilização da medicação para sedação consciente deve-se aguardar um período de 12 horas para dirigir ou exercer quaisquer atividades que demandem atenção especial. Quando necessário será fornecido um atestado médico para justificar à ausência no trabalho.

B - Após manometria esfágica o paciente poderá trabalhar normalmente.
Durante a realização do exame de pHmetria e phimpedanciometria o paciente deverá exercer suas atividades habituais, desde que não exponha os aparelhos à água e traumas (não praticar exercícios físicos).

 

  1. -OS APARELHOS SÃO ESTERILIZADOS?

Os endoscópios não podem ser esterilizados em autoclave. Assim, como em todo o mundo, é feito uma desinfecção de alto nível com uso de substâncias químicas apropriadas (glutaraldeído a 2% ou ácido peracético) que impedirá a transmissão ou contágio de algum agente infeccioso. As pinças de biopsias são esterilizadas em autoclave ou em ETO. Boa parte dos acessórios utilizados é descartável.

 

6 - HÁ ALGUM RISCO DE MORTE DURANTE O EXAME DE ENDOSCOPIA DIGESTIVA ALTA E COLONOSCOPIA?

Sim, assim como em todo e qualquer procedimento médico. Entretanto a possibilidade é raríssima. Geralmente ocorrem em pacientes graves que se submetem a procedimentos cirúrgicos por via endoscópica. Choque anafilático, um dos problemas que pode causar a morte, é raríssimo. No Brasil ocorreram casos recentes de óbitos devido a dosagem inadequada de lidocaína spray. No SEDIG utilizamos somente sedativos e lidocaína originais, esta última com dosador. Há que ressaltar que poderemos sofrer doenças agudas e fatais (infartos, embolias, AVC) em quaisquer circunstâncias, por exemplo, numa viagem, parque de diversões, festas, jogos, e também durante um atendimento psicológico, odontológico e em Serviços Médicos. Nestes últimos as chances de tratamento exitoso e imediato são inequivocadamente maiores.

  
7 - POR QUE UM EXAME MOSTROU HÉRNIA HIATAL E OUTRO NÃO?

Isto pode ocorrer quando da existência de hérnias pequenas nas seguintes situações:
- Quando o paciente emagrece.
- Durante a gravidez é frequente seu aparecimento. No quarto mês pós parto a maioria já regrediu.
- Durante o exame o bom endoscopista estará atento à formação de falsas hérnias que ocorrem por náuseas e vômitos.

8- POSSO REALIZAR ENDOSCOPIA DURANTE A GRAVIDEZ?

Sim. Apesar de não haver comprovação de efeitos teratogênicos com os medicamentos usados rotineiramente durante endoscopia, preferimos realizá-la com o mínimo de sedação possível. Algumas vezes a paciente neste estado tolera o exame apenas com lidocaína Spray na garganta.

   
9 - POR QUE O LOCAL DA PUNÇÃO VENOSA INCHOU?

Não é incomum que isto ocorra.  É causada por extravasamento de sangue e/ou medicamento que pode provocar uma irritação local de curta duração (24horas). Os medicamentos são hidrossolúveis, absorvidos pela pele, porém mais lentamente. A injeção é restrita à pele, não atingindo músculos, tendões e nervos. Pode-se aplicar bolsa de gelo no local do edema (inchaço) para diminuição do mesmo.

  
10 - POSSO VIAJAR APÓS ENDOSCOPIA?

 - No caso da endoscopia digestiva alta: SIM, desde que o paciente esteja bem, sem náuseas, vômitos ou dor abdominal.
 - No caso de colonoscopia poderá fazê-lo depois de 12 horas após o término do exame, desde que esteja se sentido bem, sem sintomas como náuseas, vômitos ou dor abdominal significativa. Deverá estar sempre com um acompanhante. Não dirigir após o procedimento.


 
 

SEDIG » SEGURANÇA EM ENDOSCOPIA Rua Grão Pará, 85, Santa Efigênia. Belo Horizonte | MG

Telefone: (31) 3241-2854 - 3241-1455 - 3241-4561